16 de jun de 2012

O Desdobramento dos 5 Preceitos / Máximas


Por Rick Bockner

Um dos temas que minha Mestre Reiki, Hawayo Takata, enfatizou no seu ensinamento de Reiki aos seus alunos, era que nossa prática começa conosco. A fim de aprender a tratar os outros, nós devemos estar dispostos a gastar algum tempo a cada dia tratando a nós mesmos. Ela aconselhou-nos então a trabalhar com as pessoas próximas de nós – familiares, parentes, cônjuges – pessoas que amam e nos conhecem. Isto era para criar confiança em nós mesmos de que o Reiki era valorizado, e que nós tínhamos a habilidade de trabalhar com a energia Reiki.

Ela contou-nos que depois de um tempo Reiki abriria oportunidades para oferecer o que nós tínhamos aprendido a nossos colegas de trabalho, vizinhos e conhecidos, e pessoas que nós encontramos em nossas rotinas diárias. Desta forma, ela disse, nosso conhecimento e experiência crescerão de uma maneira natural e nos devemos desenvolver a confiança em Reiki por colocar-nos onde precisamos estar. Hawayo Takata relacionou-se com o mundo através da sua devoção e confiança no Reiki. Eu acredito que este era o resultado de muitos anos de prática, começando com ela mesma.

Na minha prática de Reiki, tenho gastado muito da minha contemplação nos 5 Preceitos de Mikao Usui. Nós todos aprendemos isto como parte do nosso treinamento, e eles são centrais para a história de como o Reiki foi desenvolvido. Fomos informados que esses 5 Preceitos foram desenvolvidos a partir da sua consciência do quão importante é apoiar a harmonia física com harmonia filosófica a fim de obter resultados duradouros para nós mesmos e nossos clientes. Para mim os 5 Preceitos deixaram de ser algumas frases úteis na geladeira ou na parede que eu deveria tentar viver, para serem o núcleo do meu caminho de Reiki e a chave para me relacionar com o mundo ao meu redor.

Recentemente eu tive um daqueles momentos aha! com os preceitos quando eu compreendi que eles correspondiam à descrição de Sra. Takata sobre como desenvolver nossa prática de Reiki. Deixe me explicar.

O primeiro preceito é “Só por hoje, não se preocupe”. Preocupação é um processo interno que pode existir dentro de qualquer um de nós, sem envolver mais ninguém. Preocupação é autocriada e nós carregamos frequentemente em silêncio e por nós mesmos. Então nós começamos outra vez conosco mesmos, para limpar nossos corpos e mentes dos efeitos da preocupação. Isto é o mesmo que tratar a si mesmo, mas em outro nível.

O próximo preceito é “Apenas hoje, não se irrite”. Raiva geralmente envolve mais do que apenas nós, mesmo se ela não é expressa. Raiva decorre de uma fixação a uma injustiça percebida, afronta, desequilíbrio, ou medo, que afetam nosso relacionamento com os outros. Tendemos a querer compartilhar a nossa raiva para livrar-se dela, então frequentemente outros carregam o fardo da nossa raiva. Então agora nós estamos lidando com o nosso relacionamento com os outros. Isto nos move para fora a partir do primeiro preceito para um círculo maior que inclui lidar com as pessoas ao nosso redor.

“Honra seus pais, mestres e idosos” amplia o círculo ainda mais quando nós tentamos respeitar aquelas pessoas que nos fizeram quem nós somos e nos deram a vida, e toda a alegria e dor que acompanha isto. Nós somos chamados a realmente ver que eles tiveram a mesma jornada de muitas maneiras e que nós não estamos sozinhos em nossas experiências. Há conforto aqui. Tudo isso também aconteceu com os outros e continuará acontecendo. Nós encontramos nosso lugar na multidão humana através deste preceito, e isto pode nos salvar de cometer os mesmos erros que nossos antepassados possam ter cometido. Com este preceito nós começamos a direcionar nossa história, e somos convidados a vir para um lugar de apreciação para nossa família e influências. Este preceito semeia a semente da compaixão em nossas vidas.

“Ganha tua vida honestamente”. Além de nós mesmos e família, nosso trabalho escolhido provavelmente consome mais do nosso tempo que qualquer outra coisa. As pessoas com quem nós trabalhamos frequentemente tornam-se uma grande comunidade ou família da qual nós somos parte, então levando seu Reiki para trabalhar com você envolve clarificar aquelas alianças e ser fiel a quem você é. Há muitas maneiras de aplicar este preceito no seu trabalho e muitos desafios para manter seus valores essenciais e seu alinhamento interno, mesmo quando no local de trabalho. Isto nos leva para um grupo muito maior e requer que nós vivamos a partir da nossa essência conforme nós fazemos nosso caminho através da nossa vida profissional.

Uma vez que você tenha aprendido a lidar consigo mesmo, sua família e seus companheiros de trabalho é hora do grande preceito “Demonstra gratidão para com tudo o que vivo”. Este preceito poderia parecer impossível se nós não começamos com nossas próprias pequenas preocupações pessoais e trabalhado para além delas. Somos chamados a conectar e ser gratos a toda a teia da vida que nos provê com o essencial para nossa existência. Isso é muito para assimilar, a menos que você tenha progredido através dos outros quatro preceitos primeiro, mas quando o fizer é um desafio profundo e de mudança de vida. Não estamos mais sozinhos. Não existimos mais sem o apoio de um infinito número de outros seres sencientes, alguns dos quais, sacrificam a si mesmos para nossa alimentação, abrigo e ganho material. Outros nos proporcionam beleza e descanso, sombra e companheirismo. A ideia de nós estarmos no comando do nosso próprio destino, torna-se ridícula. Nós somos apoiados e nutridos por uma miríade de criaturas, grandes e microscópicas e não duraríamos um dia sem eles. Esta é a nossa teia da vida, a qual nós somos convidados a reconhecer com este último preceito e é a porta de entrada para o verdadeiro núcleo de energia de Vida Universal.

A progressão dos 5 Preceitos – do eu para o universal -, faz-me lembrar uma flor de lótus que se desdobra. Começando como um botão de flor cheio de potencial não realizado, e abrindo-se para expor mil pétalas à luz da consciência através da nossa prática de Reiki. Eu estou impressionado que o Dr. Usui foi capaz de mapear a evolução da consciência humana em 5 preceitos. Eu sou também muito grato à Sra. Takata que divulgou à nós apenas o que podíamos lidar, deixando, em sua sabedoria, o momento explosivo de consciência para cada um de nós encontrarmos por nós mesmos. Este é um presente de uma grande mestra.

Eu convido cada um de vocês para levar algum tempo e contemplar as implicações disso para vocês mesmos. Você não precisa entender nada ou trabalhar em direção à consciência. Apenas aproveite as possibilidades de aprender a viver ativamente com essas ideias, e aceitar o desafio de continuar a clarificar a si mesmo e encontrar seu verdadeiro lar no mundo ao seu redor. Este é o presente dos 5 preceitos.

P.S.: Rick Bockner é o último mestre Reiki treinado e iniciado por Hawayo Takata. Desde sua iniciação em 1980 ele tem lecionado, palestrado e trabalhado com várias comunidades de Reiki pelo mundo, levando a seus ouvintes o conhecimento de quem foi a Sra. Takata e como ela ensinou Reiki, bem como sua própria e rica história com a prática do Usui Shiki Ryoho.

Nenhum comentário: